Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de um Cinéfilo

Vida de um Cinéfilo

17.Jun.17

Kevin Hart: What Now? (2016) - Crítica

Francisco Quintas
   Pode parecer que este filme não mereça uma crítica como as outras, só que comparando um filme de concerto/stand-up/documentário deste género com um, por exemplo, do Robin Williams não é fácil. O Kevin Hart teve uma ideia que me ajudou a querer ver este filme.     O stand-up comedian Kevin Hart atua à frente de um público composto por 50 000 pessoas no Lincoln Financial Field em Filadélfia.     Portanto, o início trata-se de uma paródia dos filmes do James Bond. O (...)
17.Jun.17

Gold (Ouro, 2016) - Crítica

Francisco Quintas
     Este filme foi um flop absoluto. Com um orçamento de 20 milhões de dólares, o que para Hollywood é baixíssimo, conseguiu fazer apenas pouco mais do que 11 milhões no mundo inteiro. E como se já não fosse mau, teve um rating de apenas 43% no Rotten Tomatoes. O filme não foi o melhor do ano, mas é bom o suficiente para não ser tão desprezado.     Baseado no caso real de 1993, Kenny Wells, um explorador desesperado por um rasgo de sorte, decide começar uma busca por (...)
16.Jun.17

I Am Not Your Negro (Não Sou o Teu Negro, 2016) - Crítica

Francisco Quintas
    Esta crítica vai ser bem mais curta do que o habitual. Não é meu costume ver documentários, não é um género que me chame muito à atenção. Agora eu não podia ignorar um filme cujo narrador era Samuel L. Jackson e que foi massivamente elogiado e premiado em tudo o que era festival.    Baseado no manuscrito de memórias inacabado Remember This House do escritor e crítico social James Baldwin, o filme aborda os pensamentos pessoais do autor sobre o racismo na América (...)
15.Jun.17

A United Kingdom (Um Reino Unido, 2016) - Crítica

Francisco Quintas
    Ava DuVernay, Mira Nair e agora Amma Asante. Dizem que a indústria cinematográfica continua a ser muito machista e racista. Estas três realizadoras de raças diferentes permitirão um dia que passe a existir uma Hollywood mais aberta e que produza menos whitewashing, esse é um sonho antigo.    Baseado no livro Colour Bar da Susan Williams lançado em 2006, o filme passa-se em Londres, em 1947, e conta a história real do romance inter-racial entre a secretária inglesa Ruth e (...)
13.Jun.17

Neruda (2016) - Crítica

Francisco Quintas
    2016 foi um dos anos mais virtuosos para o cinema estrangeiro contemporâneo, provou-se extremamente essencial para a cada vez maior atenção que filmes como este devem receber. Chega de Hollywood, filmes estrangeiros é o que está a dar.    Trata-se de um filme franco-chileno que acompanha o inspetor Óscar Pelochonneau, que perseguiu Pablo Neruda, o poeta chileno vencedor de um prémio Nobel, que se torna fugitivo nos anos 40 por se juntar ao Partido Comunista.    O filme é (...)
05.Jun.17

In a Valley of Violence (2016) - Crítica

Francisco Quintas
   “The time for begging is over … Now’s the time for praying …”. Se eu pudesse escolher deixas do cinema contemporâneo que se iriam imortalizar tanto como o “I’ll be Back!”, esta seria uma delas.    Um forasteiro misterioso conduzido por um ato violento e com sede de vingança vai para a uma cidade pacata no Velho Oeste.    É verdade que maior parte dos westerns clássicos ou modernos têm a mesma estrutura se forem típicos filmes de vingança, mas este toma (...)
05.Jun.17

Miss Sloane (Uma Mulher de Armas, 2016) - Crítica

Francisco Quintas
     De vez em quando conseguem aparecer filmes que simultaneamente exaltam o sistema político americano enquanto o criticam. Eu não teria imaginado o John Madden para este filme, mas tudo bem, vamos ver como ficou o resultado final.    Jessica Chastain é Elizabeth Sloane, uma lobista do ramo de negócio das armas que se move pelo desejo de ganhar a qualquer custo. Perante a coreografia da "lobista" profissional face a diversos grupos de pressão, esta vai desfilando a realidade (...)
04.Jun.17

Southside with You (2016) - Crítica

Francisco Quintas
     Filmes biográficos sobre figuras americanas contemporâneas importantes são quase uma praga. Com muita sorte, aparece um filme verdadeiramente honesto e o resto (ou seja, a maioria) tendem a glorificar e exaltar exageradamente as suas figuras. Será este filme uma grata exceção? Talvez sim, vamos descobrir.    O filme acompanha os jovens Michelle Robinson e Barack Obama enquanto estes se conhecem ao passearem numa tarde juntos e discutem as suas opiniões sobre assuntos (...)
03.Jun.17

Ma vie de Courgette (A Minha Vida de Courgette, 2016) - Crítica

Francisco Quintas
    Cada vez mais aparecem filmes de animação que desafiam o estilo Pixar, a verdade é que estes cada vez são melhores, mas não têm o reconhecimento merecido. O stop-motion é um estilo pouco reconhecido, está na altura de isto mudar.     Baseado no livro publicado em 2002, Autobiographie d'une Courgette, de Gilles Paris, que co-escreveu o guião, o filme conta a história de Courgette que, depois de perder a mãe, é enviado para um orfanato. Assim que faz novas amizades, (...)
21.Mai.17

Top 10 Melhores Filmes de 2016

Francisco Quintas
     Quase meio ano de atraso, mas tudo bem. Vamos listar os 10 melhores filmes que 2016 nos deu. O ano não foi dos melhores para determinadas grandes franchises americanas, mas foram os filmes mais inesperados (ou não) que salvaram o ano. A minha lista de filmes para ainda assistir de 2016 ainda é grande, mas vi aqueles que eu considero essenciais para se fazer uma lista. Até hoje foi um total de 78 filmes. Digam o que disserem, eu acho que este foi um dos melhores anos da década, (...)