Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vida de um Cinéfilo

Gosto de filmes, e vou falar deles, e muito ...

Gosto de filmes, e vou falar deles, e muito ...

Vida de um Cinéfilo

14
Abr17

The Devil's Candy (2017) - Crítica


Francisco Quintas

     Sean Byrne promete ser um dos realizadores de terror mais promissores da sua geração, não só na Austrália, mas em todo o mundo! Em 2010 este lançou o seu primeiro longa-metragem de terror, The Loved Ones, que foi muito bem aceite pelos críticos e pelo público em geral. Após 7 anos, The Devil's Candy estreia nas salas de cinema americanas e, com este trabalho, Byrne supera-se.

MV5BY2FhYTlkYzAtNjU0Yy00MTljLWE3ZGYtNTE1MTUwNTFhNW

     Não convém dar muitos detalhes sobre o enredo do filme, este é um daqueles que são melhor apreciados às cegas. A única coisa que se pode dizer é que aborda temas sobre religião, o que já é algo delicado. The Witch foi um dos melhores filmes de 2016, é lúgubre, provocativo e assustador. Ambos os filmes abordam os mesmos temas, mas este de maneira bem mais diferente e original.

     Tudo no filme é usado a favor do horror da situação, incluindo a sua falsa previsibilidade. Alguns clichês são descontruídos de maneira muito inteligente. Somando isso à edição, à fotografia escura contudo com tons vivos de vermelho e à banda sonora quase toda à base de heavy metal, quem gostar de rock em geral terá um prato cheio aqui. E, claro, ao elenco que está dedicado para valer. Shiri Appleby e Kiara Glasco estão ambas impecáveis, mas o destaque é mais do Pruitt Taylor Vince e do Ethan Embry que conduzem o filme com uma onda de perturbação, agressividade, terror e drama muito mais inquietante!

     Tendo um título auto-explicativo, o filme podia ter evitado o uso do bode para fazer a história avançar, a presença do Diabo é óbvia desde o princípio, portanto esse recurso é desnecessário. Foi a única pequena coisa que eu não gostei de ver.

TheDevilsCandy04.jpg

     Convém também dizer que o filme é fisica e psicologicamente muito violento. Não é para toda a gente. A violência é um gosto adquirido do espetador. Há também muita simbologia, que requer um estudo prévio ou posterior. Quem não gostou de The Witch, em princípio não vai gostar deste filme, pois um determinado conhecimento é necessário.

     The Devil's Candy é agressivo, estiloso e enérgico. É um dos melhores filmes de terror da década. Ensina o que é o bom terror e a fazê-lo com um orçamento baixíssimo, com um bom desenvolvimento de personagens e com uma história simples, objetiva, mas executada impecavelmente. Um dos melhores filmes de 2017 até aqui!

 

Nota: A