Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de um Cinéfilo

Vida de um Cinéfilo

17.Dez.17

The Mountain Between Us (A Montanha Entre Nós, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Baseado no best-seller homónimo de Charles Martin, lançado em 2010, o filme conta a história de Alex, uma fotógrafa, e de Ben, um neurocirurgião. Estes não se conhecem, mas decidem alugar um avião depois do seu voo ser cancelado. O avião despista-se e os dois devem lutar para sobreviver nas montanhas de neve.      O filme foi realizado pelo israelita Hany Abu-Assad. Não conhecia o seu trabalho e não foi com The Mountain Between Us que este deixou uma boa impressão. (...)
10.Dez.17

Justice League (Liga da Justiça, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Depois da morte do Superman, o Batman e a Wonder Woman juntam-se para reunir uma equipa de super-heróis dispostos a combater para derrotar uma nova ameaça.    O filme foi realizado pelo Zack Snyder, mas devido à sua inesperada saída passou por inúmeras refilmagens e alterações na pós-produção a cabo do Joss Whedon, que co-escreveu o guião final. Como se pode imaginar, a produção e pós-produção de Justice League foi um inferno e, nos dias de hoje, são raros os bl (...)
03.Dez.17

First They Killed My Father (Primeiro, Mataram o Meu Pai, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
  Baseado na autobiografia First They Killed My Father: A Daughter of Cambodia Remembers, publicado em 2000 pela ativista Loung Ung, o filme decorre no Camboja, em 1975, e conta a sua história enquanto uma menina cambojana de 7 anos, que se vê mergulhada dentro da revolução comunista no sudeste asiático.      O filme foi realizado pela Angelina Jolie que, juntamente com a autora, também adaptou o material para o guião. Como se pode comprovar, a atriz finalmente se estabeleceu (...)
25.Nov.17

Only the Brave (Só Para Bravos, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
  Arizona, EUA, Junho de 2013. Uma equipa municipal de bombeiros recentemente profissionalizada fica responsável por inúmeros incêndios decorrentes no país.     O filme foi realizado pelo Joseph Kosinski, responsável pelos apenas medianos Tron: Legacy e Oblivion. Apesar do aproveitamento genérico dos seus últimos trabalhos, desta vez, o realizado demonstrou ter talento e uma boa mão para construir uma história inspiradora surgente de um cenário catastrófico.      Algo que (...)
20.Nov.17

Lucky (2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Lucky, um texano de 90 anos, depois de uma ligeira tontura, começa a lidar com a ideia da chegada cada vez mais breve da sua morte.      Trata-se do directorial debut do ator John Carroll Lynch. Como nós sabemos, existe sempre aquele receio de ver a primeira obra de realização de um determinado artista, sobretudo quando o mesmo nunca teve nenhum outro trabalho no mesmo cargo. O ator nunca realizou nenhuma curta ou episódios para séries, mas mostrou-se perfeitamente à (...)
19.Nov.17

Geu-hu (O Dia Seguinte, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Bong-wan, um escritor presidente de uma editora, depois de receber uma nova funcionária na empresa, encontra-se dividido entre a relação com a sua mulher e o caso com uma amante de longa data.      O filme foi escrito e realizado pelo Sang-soo Hong, um dos realizador sul-coreanos mais autorais em atividade, que também compôs a banda sonora. Sou sincero, desconhecia a sua filmografia. O meu interesse nele começou quando descobri a atriz Min-hee Kim que, depois da ótima (...)
11.Nov.17

Thor: Ragnarok (2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Vale sempre a pena esperar pelas duas cenas pós-créditos, a não ser que a cena dure 45 segundos e que não acrescente nada à informação já dada sobre futuros filmes. Enfim …      Thor e Hulk estão de volta e, desta vez, depois de se reencontrarem por acaso num planeta diferente, os dois devem unir forças para impedir que a irmã desconhecida do Thor, Hela, destrua Asgard por completo.     O filme foi realizado pelo neozelandês Taika Waititi, um realizador em (...)
09.Nov.17

No Country for Old Men (Este País Não É Para Velhos, 2007) - Análise e Crítica

Francisco Quintas
     No Country for Old Men comemora hoje, dia 9 de novembro, 10 anos de existência. Que dia poderia ser melhor do que este para se falar sobre esta fantástica obra-prima? SPOILERS!      Baseado no livro homónimo escrito por Cormac McCarthy, publicado em 2005, o filme começa no Texas ocidental e segue três personagens distintos numa história de gato e rato que começa depois de um negócio de droga correr mal, deixando 2 irresistíveis milhões de dólares em jogo.   O filme (...)
26.Out.17

Kingsman: The Golden Circle (Kingsman: O Círculo Dourado, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Parcerias entre americanos e ingleses podem funcionar muito bem. Contudo, há que reconhecer que a América nunca terá filmes de espionagem tão bons como os da Grã-Bretanha!      Depois da sede e milhares de agentes da Kingsman serem exterminados por uma misteriosa criminosa, cabe mais uma vez a Eggsy salvar o mundo. Desta vez, este conta com a ajuda de uma organização secreta igualmente peculiar e pronta para o combate.     O filme é novamente escrito e realizado pelo
24.Out.17

Kingsman: The Secret Service (Kingsman: Serviços Secretos, 2015) - Crítica

Francisco Quintas
     Assisti a Kingsman: The Golden Circle no passado fim-de-semana e pensei em fazer a crítica do original. Porque não? Afinal, o primeiro Kingsman foi um dos melhores filmes de 2015.      Baseado na série de banda desenhada Kingsman, escrita por Mark Millar e Dave Gibbons e publicada em 2012, o filme conta a história de Eggsy, um jovem londrino que se forma na organização secreta britânica de espionagem Kingsman, com o objetivo de combater o vilão megalomaníaco Valentine. (...)