Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de um Cinéfilo

Vida de um Cinéfilo

14.Mai.19

Last Flag Flying – por uma sincera gargalhada

Francisco Quintas
Assombrados funebremente por tanta miséria expressa na forma de derribadas gravatas negras, mãos levemente acariciadas e partilhadas, infinitas e pesadas lágrimas, ensopados lenços de papel e lutuosas lamúrias, os casais choram ao observar a chegada dos caixões dos filhos a um desalentado e cinzento aeroporto militar em Dezembro de 2003, após uma violência sem requisição os ter caçado e impedido de rever o acolhedor e caloroso lar, na esperança de encontrar novamente a família (...)
04.Jan.19

Top 10 Filmes mais Antecipados de 2019

Francisco Quintas
Para mudar os hábitos nesta baderna, decidi listar os 10 (ou mais) filmes que mais espero para o ano que vem. Como é lógico, decidi incluir os que terão a respetiva estreia no país de origem (nada de lançamentos atrasados de filmes oscarianos). Pode ser que, com isto, ganhe ideias para futuras crónicas. Este blog já precisou menos de injeções de novas formas de criatividade, já que não escrevi sobre os filmes mais badalados deste ano que passou, nem pretendo me apressar para (...)
29.Nov.18

Beautiful Boy – doses silenciosas de paternalismo

Francisco Quintas
Mesmo com um texto acentuadamente real, “Beautiful Boy” é principalmente segurado pelas suas interpretações centrais, que elevam o mesmo além de um drama medianamente carregado. Baseado nos livros de memórias dos próprios protagonistas ‘Beautiful Boy: A Father's Journey Through His Son's Addiction’ e ‘Tweak: Growing Up on Methamphetamines’, o filme acompanha um pai divorciado que lida com o recente e pesado vício em drogas do filho adolescente. Depois de deixar a sua (...)
26.Nov.17

Wonder Wheel (Roda Gigante, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Anos 50, a história segue uma mulher casada e infeliz que se envolve com um nadador salvador. Quando a sua enteada volta para casa de surpresa, inicia-se um enorme descarrilhamento nas vidas de toda a família.      O filme foi escrito e realizado pelo Woody Allen, um realizador magistral que, mesmo sem sempre nos oferecer o melhor de si, utilizando novos ou clássicos métodos, consegue ainda surpreender o seu público com tudo aquilo que faz. O facto deste homem ter a mão (...)