Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de um Cinéfilo

Vida de um Cinéfilo

10.Jul.17

Ghost in the Shell (Agente do Futuro, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Como já disse antes, eu não sou totalmente contra os remakes. Se um filme quer transmitir nostalgia ou reinventar alguma coisa, tudo bem, mas se for feita uma versão cash graber, desrespeitosa e sem graça, de certeza que haverá coisas melhores para se fazer com o nosso dinheiro.     Baseado no manga Ghost in the Shell escrito por Masamune Shirow, lançado em 1989 e, na posterior adaptação cinematográfica de 1995 com o mesmo nome
06.Jul.17

The Boss Baby (2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Mais uma vez temos um filme injustamente desprezado pelos “críticos”. Tudo bem que isto das críticas é tudo muito subjetivo, mas é preciso ter senso comum. Há filmes que não precisam de ser levados a sério, isso compromete tudo.     Baseado no livro infantil The Boss Baby de 2010 escrito pela Marla Frazee, o filme conta a história de Tim, um rapaz de 7 anos que, juntamente com o irmão recém-nascido estranhamente inteligente, decide planear uma missão para impedir (...)
28.Jun.17

The LEGO Batman Movie (Lego Batman: O Filme, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     The LEGO Movie, de 2014, foi um dos filmes mais injustiçados nos Óscares. Para além de ser uma das animações mais originais do ano (e de nem ter sido nomeado), ainda nem o Óscar de Melhor Canção Original ganhou, sendo este o único prémio para o qual foi nomeado. Começo a achar que a Academia tem mesmo um problema. Será The LEGO Batman Movie igualmente bom? Vamos ver.     Desta vez é-nos apresentado um Batman bem mais narcisista do que o costume, embora também muito (...)
03.Jun.17

Ma vie de Courgette (A Minha Vida de Courgette, 2016) - Crítica

Francisco Quintas
    Cada vez mais aparecem filmes de animação que desafiam o estilo Pixar, a verdade é que estes cada vez são melhores, mas não têm o reconhecimento merecido. O stop-motion é um estilo pouco reconhecido, está na altura de isto mudar.     Baseado no livro publicado em 2002, Autobiographie d'une Courgette, de Gilles Paris, que co-escreveu o guião, o filme conta a história de Courgette que, depois de perder a mãe, é enviado para um orfanato. Assim que faz novas amizades, (...)
19.Mai.17

Ghost in the Shell (Cidade Assombrada, 1995) - Crítica

Francisco Quintas
     Anime não é um dos meus géneros preferidos. Claro que como toda a gente, eu vi Pokemon, Digimon, Doraemon, One Pice e até um pouco de Mermaid Mellody, não me julguem. Fora o erotismo óbvio, eu nunca me senti muito atraído nem pelo género nem pela animação em si, apesar de reconhecer a sua qualidade. Ghost in the Shell já chegou a Portugal, por isso eu decidi dar uma oportunidade ao original dos anos 90. Eu subestimei o género e estava errado.   Baseado no manga do (...)