Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de um Cinéfilo

Vida de um Cinéfilo

27.Jan.18

The Disaster Artist (Um Desastre de Artista, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Baseado na autobiografia The Disaster Artist: My Life Inside The Room, the Greatest Bad Movie Ever Made, de Greg Sestero, publicado em 2013, o filme conta a sua história como um aspirante ator que, em 1998, durante uma aula de teatro, conhece o misterioso Tommy Wiseau, igualmente determinado em alcançar uma carreira em Hollywood. Perante os obstáculos às tentativas de sucesso dos dois, estes decidem fazer o seu próprio filme, The Room (lançado em 2003), que mais tarde se (...)
13.Jan.18

Molly's Game (Jogo da Alta-Roda, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Baseado na autobiografia de Molly Bloom, Molly's Game: From Hollywood's Elite to Wall Street's Billionaire Boys Club, My High-Stakes Adventure in the World of Underground Poker, Molly’s Game conta a sua história como uma decadente atleta olímpica e uma ascendente Rainha do Poker, responsável por uma das redes de jogo ilegal mais recorridas por celebridades nos EUA durante 12 anos.      O filme foi escrito e realizado pelo Aaron Sorkin, que depois de escrever excelentes (...)
28.Dez.17

American Made (Barry Seal: Traficante Americano, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     O filme conta a história real de Barry Seal, um piloto comercial que, em 1978 começou a trabalhar para a CIA e, no futuro, para Pablo Escobar, numa relação de trocas de armas e droga.      O filme foi realizado pelo Doug Liman, responsável pelo ótimo Edge of Tomorrow, de 2014, e pelo apenas “ok” The Wall, deste ano. Perdoem-me, nunca vi nada do Jason Bourne. Algo que este consegue fazer facilmente aqui é injetar o mínimo de interesse numa história pouco conhecida (...)
03.Dez.17

First They Killed My Father (Primeiro, Mataram o Meu Pai, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
  Baseado na autobiografia First They Killed My Father: A Daughter of Cambodia Remembers, publicado em 2000 pela ativista Loung Ung, o filme decorre no Camboja, em 1975, e conta a sua história enquanto uma menina cambojana de 7 anos, que se vê mergulhada dentro da revolução comunista no sudeste asiático.      O filme foi realizado pela Angelina Jolie que, juntamente com a autora, também adaptou o material para o guião. Como se pode comprovar, a atriz finalmente se estabeleceu (...)
01.Jul.17

All Eyez on Me (2017) - Crítica

Francisco Quintas
     É por estas coisas que o Rotten Tomatoes me desilude. Quando aparece um Guardians of the Galaxy Vol. 2 ou um Spider-Man: Homecoming, aqueles cromos decidem sobrevalorizar filmes que as pessoas são quase obrigadas a gostar. Quando aparecem filmes menores como este, decidem simplesmente desprezá-los a um nível extremo. All Eyez on Me não é perfeito, mas o que o site faz é uma falta de respeito.      O filme narra a vida e o legado de Tupac Shakur, incluindo sua ascensão à (...)