Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de um Cinéfilo

Vida de um Cinéfilo

07.Fev.19

Stranger Things S2 – a nostalgia avançou

Francisco Quintas
A sociedade consegue ser macaca. Em 2017, reparei que toda a gente assistia a um drama lavado com temas cruciais como suicídio adolescente. “13 Reasons Why” era o nome. Uns adoravam, enquanto eu preferia manter a minha decência cultural e encarar aquilo exatamente como deveria ter sido em primeiro lugar: um melodrama desmerecedor. Antes de descarregar a minha vontade em iniciar longas sessões domingueiras de binge-watching (que eventualmente ocorreu com “Breaking Bad”), ouvia (...)
24.Jan.19

Stranger Things S1 – requisitar o irresistível supérfluo

Francisco Quintas
No meio da oferta televisiva e cinematográfica de uma incontrolável escala que temos recebido nos últimos anos, para além de produzir ou assistir a conteúdo inteiramente visionário ou original, fica difícil para os espectadores se decidirem entre aquilo que escolhem para sessões de binge-watching. Sem grandes rodeios hoje, aquilo que apenas pretendo constatar é: todos nós gostamos de voltar à nossa infância. Quem é que pediu as sequelas dos filmes da Pixar? Quem é queria (...)
20.Fev.18

The Shape of Water (A Forma da Água, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
   Durante a Guerra Fria, Elisa, uma funcionária muda recém-chegada a um centro de investigação americano, face a novas descobertas e perigos, desenvolve uma afetuosa relação com uma criatura anfibiana humanoide, disputada entre a América e a União Soviética.      O filme foi escrito e realizado pelo mexicano Guillermo del Toro, uma mente extremamente imaginativa que opta mais uma vez por desenvolver personagens e um conflito dentro do seu mundinho pessoal de monstros (...)
23.Dez.17

Star Wars: The Last Jedi (Star Wars: Os Últimos Jedi, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     As pessoas têm de se decidir. Hoje em dia ou se odeia sem hesitação ou se ama cegamente seja o que for. Há quem exageradamente pense que Star Wars (ler crítica) são os melhores filmes já feitos enquanto há quem desdenhe esta franchise. Eu cá gosto de ficar no meio termo.      Depois dos acontecimentos do filme anterior, Rey deve unir forças com Luke e se (...)
14.Jul.17

Kong: Skull Island (Kong: Ilha da Caveira, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Em 2014, com a estreia de Godzilla, deu-se início a um novo universo da Warner Bros. Pictures chamado MonsterVerse, baseado nas histórias dos monstros clássicos Godzilla e King Kong. Godzilla: King of the Monsters e Godzilla vs. Kong já foram anunciados para 2019 e 2020, respetivamente. Godzilla não foi excecional, foi somente bom (em breve farei uma crítica desse filme). Será Kong: Skull Island o mesmo caso?      O filme passa-se em 1973 e segue uma equipa de cientistas (...)
09.Jul.17

The Great Wall (A Grande Muralha, 2016) - Crítica

Francisco Quintas
     É tramado quando acho que não preciso de fazer mais reviews de 2016 e aparece um filme da China que apenas estreou em 2017 na América e em Portugal. Vou é tirar este da lista e acabar com isto … mesmo este filme não valer a pena.      Dois mercenários europeus em busca de pólvora negra são aprisionados na Grande Muralha da China durante a Dinastia Song e acabam por defenda-la de uma horda de monstros que a invadem.      Trata-se de uma mega produção (...)
25.Mai.17

40 Anos de Star Wars

Francisco Quintas
     Hoje, 25 de maio de 2017, Star Wars faz 40 anos! O filme apenas chegou a Portugal dia 6 de dezembro do mesmo ano e ao Brasil no dia 30 de janeiro de 1978. É óbvio que falamos de um mercado muito menos evoluído, o mercado de cinema dos anos 70. Não havia antecipação como há hoje, mas, mesmo que houvesse, os filmes estreavam no seu país de origem e demoravam meses a chegar a Portugal. Claro que ninguém antecipava que Star Wars se tornaria num divisor de águas do cinema. (...)