Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de um Cinéfilo

Vida de um Cinéfilo

14.Fev.19

The Favourite - uma maravilhosa tempestade

Francisco Quintas
A natureza fora da caixa de alguma obra de arte é demonstrativa não só da eventual (boa ou má) vontade do público, mas também um eficiente catalisador da sua paciência. Se as pessoas se entediaram assim tanto com “The Lobster” ou com “The Killing of a Sacred Deer”, Yorgos Lanthimos oferece uma história mais ajustável ao cenário americano ou inglês, porém com o cuidado visual e tecnicamente autoral que o definem como um dos mais criativos criadores do cinema contemporâneo. Suge (...)
08.Fev.19

Acendalha Datilográfica #2 – Birdman (or the Unexpected Virtue of Ignorance)

Francisco Quintas
Poucas (ou nenhumas) foram as vezes em que falei sobre “Birdman”. Este, que é facilmente o meu filme preferido de sempre, suscitou a minha (quase irracional) vontade de aprofundar os meus conhecimentos de cinema o máximo que podia. Nem sei se alguma vez escreverei inteiramente sobre a obra-prima do Alejandro González Iñarritu, portanto, de qualquer maneira, está aqui uma cena (uma das melhores, por sinal). Cinéfilos concordarão comigo quando afirmo que uma cena fenomenal é (...)
03.Jan.19

The Old Man & the Gun – sentimentalismo de faroeste

Francisco Quintas
Catalogar este filme apenas como o último trabalho de Robert Redford seria incorreto. Tanto porque David Lowery promete bom cinema, mas mais porque o ator octogenário confirmou arrependimento em anunciar o seu fim profissional. De qualquer forma, eis que recebemos mais um filme feito por gente cujas inspirações se enraízam no cinema old school. Depois do fenomenal “A Ghost Story”, seria praticamente impossível que David Lowery se superasse. No entanto, ainda que não esteja de (...)
20.Fev.18

The Shape of Water (A Forma da Água, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
   Durante a Guerra Fria, Elisa, uma funcionária muda recém-chegada a um centro de investigação americano, face a novas descobertas e perigos, desenvolve uma afetuosa relação com uma criatura anfibiana humanoide, disputada entre a América e a União Soviética.      O filme foi escrito e realizado pelo mexicano Guillermo del Toro, uma mente extremamente imaginativa que opta mais uma vez por desenvolver personagens e um conflito dentro do seu mundinho pessoal de monstros (...)
16.Jan.18

Three Billboards Outside Ebbing, Missouri (Três Cartazes à Beira da Estrada, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Uma mãe revoltada com o assassinato da sua filha adolescente, insatisfeita com o precário trabalho da polícia local, toma a decisão de alugar três cartazes à beira de uma estrada com a intenção e esperança que a investigação progrida.      O filme foi escrito e realizado pelo inglês Martin McDonagh, alguém sobre o qual nunca ouvi falar. O primeiro filme que vejo dele não podia deixar uma melhor impressão. Three Billboards Outside Ebbing, Missouri foi o vencedor do Glo (...)