Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de um Cinéfilo

Vida de um Cinéfilo

14.Mai.19

Last Flag Flying – por uma sincera gargalhada

Francisco Quintas
Assombrados funebremente por tanta miséria expressa na forma de derribadas gravatas negras, mãos levemente acariciadas e partilhadas, infinitas e pesadas lágrimas, ensopados lenços de papel e lutuosas lamúrias, os casais choram ao observar a chegada dos caixões dos filhos a um desalentado e cinzento aeroporto militar em Dezembro de 2003, após uma violência sem requisição os ter caçado e impedido de rever o acolhedor e caloroso lar, na esperança de encontrar novamente a família (...)
04.Jan.19

Top 10 Filmes mais Antecipados de 2019

Francisco Quintas
Para mudar os hábitos nesta baderna, decidi listar os 10 (ou mais) filmes que mais espero para o ano que vem. Como é lógico, decidi incluir os que terão a respetiva estreia no país de origem (nada de lançamentos atrasados de filmes oscarianos). Pode ser que, com isto, ganhe ideias para futuras crónicas. Este blog já precisou menos de injeções de novas formas de criatividade, já que não escrevi sobre os filmes mais badalados deste ano que passou, nem pretendo me apressar para (...)
20.Dez.18

Colette – oportunismo ou adequação previsível?

Francisco Quintas
Oscar baits são as maiores pragas para os críticos. Mais do que um novo filme de super-heróis despretensiosamente engraçado ou uma peça autoral verdadeiramente prepotente e autocongratuladora, as biografias caçadoras de prémios são alvos de duras palavras. Sim, nos últimos anos tivemos bastantes filmes do mesmo nível. “The Theory of Everyting” e “The Danish Girl” (particularmente ambos com Eddie Redmayne) são os primeiros que me ocorrem na cabeça. E, com a exceção da (...)
06.Out.18

A Simple Favor – fazer comédia é mais difícil que fazer drama

Francisco Quintas
Citando um sábio chamado Luís Franco-Bastos: “A Internet é f*****.” Não há uma maior verdade que esta. “Gone Girl” é um dos filmes mais apreciados de 2014. David Fincher é um dos maiores realizadores da sua geração. Eu … nunca vi. Mas conheço-o perfeitamente. As comparações entre “A Simple Favor” e “Gone Girl” são claramente inevitáveis. Obrigado pelos spoilers, Internet. Mas falando do que interessa. Caros leitores, se são uma das três que leem o meu blog
03.Jul.17

John Wick: Chapter 2 (John Wick 2, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Porquê Portugal? Qual é a dificuldade de chamar Capítulo 2 a este filme? Não era difícil. Bem, mudando de assunto, devia começar por criar a minha lista dos cinquentões mais badass do cinema. Harry Hart, Robert McCall, Bryan Mills e, claro, John Wick entrariam. Bem, vamos a isto.     Depois de retornar ao submundo criminoso para pagar uma dívida, Jonathan Wick descobre que uma grande recompensa foi colocada pela sua vida e assim começa uma nova luta enorme por sobrevivência.