Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de um Cinéfilo

Vida de um Cinéfilo

23.Abr.19

The Sopranos S1 – revestido a penumbra

Francisco Quintas
Manuseando o negro volante ao serviço de um etariamente estimado automóvel, composto por uns possantes membros superiores, imponente e despreocupado duplo queixo e toucado descabelado, aduzido por fios e colares de ouro igualmente requintados e sujos e uma grossa névoa de fumo parida por um possivelmente ilegal charuto de coleção, a expressão do trono de um poderoso patriarca contemporâneo resume a personalidade de Tony Soprano, afixado na estabelecida e disputada supremacia (...)
28.Dez.17

American Made (Barry Seal: Traficante Americano, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     O filme conta a história real de Barry Seal, um piloto comercial que, em 1978 começou a trabalhar para a CIA e, no futuro, para Pablo Escobar, numa relação de trocas de armas e droga.      O filme foi realizado pelo Doug Liman, responsável pelo ótimo Edge of Tomorrow, de 2014, e pelo apenas “ok” The Wall, deste ano. Perdoem-me, nunca vi nada do Jason Bourne. Algo que este consegue fazer facilmente aqui é injetar o mínimo de interesse numa história pouco conhecida (...)
15.Ago.17

Baby Driver (Alta Velocidade, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Era uma crítica ou de Baby Driver ou de The Emoji Movie. A animação não é ofensivamente má como já disseram, mas boa ela não é. É tão má a um ponto de me fazer perder a vontade de escrever para este blog. Verdade seja dita, a história não é interessante, é previsível. É um rip-off de Zootopia com Inside Out, com um bocadinho de Shrek, só que contado da maneira mais convencional e genérica imaginária. Não percam o vosso tempo.      Baby, um motorista (...)