Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de um Cinéfilo

Vida de um Cinéfilo

30.Abr.19

Dezoito

Francisco Quintas
“Gosto muito do homem em que te estás a tornar…”, disse-me, enquanto requisitava os individuais cafés destinados aos convidados (usurpadores moradores no seu direito) sentados à mesa de almoço, em casa previamente idealizado e instalado para tão conveniente e aguardada ocasião. Enquanto perfeita conhecedora do particular gosto (até incompreensível e injustificado) retido da extração das tão tradicionais bicas essenciais na fase terminal de uma graciosa refeição, (...)
13.Jul.17

War for the Planet of the Apes (Planeta dos Macacos: A Guerra, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Nos dias de hoje, é muito difícil um remake/reboot ser bom. Mais difícil ainda é uma franchise inteira de reboots ser boa. Mais difícil ainda é os filmes de uma franchise de reboots serem progressivamente melhores que o seu antecessor. Ainda há fé no cinema contemporâneo!    Depois dos acontecimentos significativos do filme anterior, Caesar tenta preservar a paz do povo dos macacos, ainda a habitar escondidos na floresta. Assim que um Coronel sádico aparece para (...)
11.Jul.17

Dawn of the Planet of the Apes (Planeta dos Macacos: A Revolta, 2014) - Crítica

Francisco Quintas
     O ano de 2014 foi um dos melhores anos para o cinema recente. Esse ano deu-nos obras primas espetaculares que, futuramente, tornar-se-ão clássicos magníficos. Birdman, Whiplash e Enemy são alguns deles … Dawn of the Planet of the Apes também pertence a esse grupo!      10 anos passaram desde os acontecimentos do filme passado. Agora, Caesar constituiu uma família e mantém o seu esforço para defender o seu povo dos humanos e evitar uma possível guerra.     A (...)
10.Jul.17

Rise of the Planet of the Apes (Planeta dos Macacos: A Origem, 2011) - Crítica

Francisco Quintas
     War for the Planet of the Apes está a chegar. Em outubro de 2016, o Andy Serkis confirmou que um quarto filme está a ser preparado. Por isso, mesmo que já não se possa chamar trilogia a esta franchise, esta é sem dúvida uma das melhores séries reboot de sempre. Quem diria que uma franchise de remakes/reboots podia ser tão boa?      Uma substância destinada para curar o Alzheimer permite a um macaco evoluir intelectualmente num nível absurdo. Desta maneira, perante a (...)
10.Jul.17

Ghost in the Shell (Agente do Futuro, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Como já disse antes, eu não sou totalmente contra os remakes. Se um filme quer transmitir nostalgia ou reinventar alguma coisa, tudo bem, mas se for feita uma versão cash graber, desrespeitosa e sem graça, de certeza que haverá coisas melhores para se fazer com o nosso dinheiro.      Baseado no manga Ghost in the Shell escrito por Masamune Shirow, lançado em 1989 e, na posterior adaptação cinematográfica de 1995 com o mesmo nome (ler crítica) (...)
05.Jul.17

Beauty and the Beast (A Bela e o Monstro, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Eu sei que não é muito justo comparar filmes diferentes, mas The Jungle Book, de 2016, é um remake revisionista sem sombra de dúvida. Não só consegue respeitar o material fonte, como também adaptá-lo numa história melhor e desenvolver um comentário mais adulto. Será este remake o mesmo caso? Bem …      O novo remake live-action da Disney revisita a clássica história francesa La Belle et la Bête, originalmente escrita por Gabrielle-Suzanne Barbot de Villeneuve, (...)
06.Abr.17

Going in Style (Ladrões com muito Estilo, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Com tantos remakes que hoje em dia se fazem constantemente, era apenas uma questão de tempo até esta praga chegar às comédias dos anos 70. Provavelmente Annie Hall ainda terá um remake, o que será uma estupidez. Confesso que nunca vi, nem sabia da existência do filme Going in Style de 1979, coisa que não me fez odiar a versão de 2017. Fiquei logo interessado no filme por causa do elenco. Michael Caine, Morgan Freeman e Alan Arkin são uma equipa cómica digna de palmas. O (...)