Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de um Cinéfilo

Vida de um Cinéfilo

31.Ago.18

Slender Man - sinistramente desnecessário, histérico e risível

Francisco Quintas
Aconteceu com “The Amazing Spider-Man”. Aconteceu com “The Emoji Movie”. A Sony tem este sexto sentido de nos dar péssimos filmes que servem apenas para obter aquele cachê. Na última vez que verifiquei, “Indústria” não era sinónimo de “Cinema”. O mais recente filme de terror da Sony Pictures Releasing decorre numa pequena cidade em Massachusetts e acompanha quatro amigas do secundário que ficam fascinadas com o Slender Man, um espírito assassino pertencente a (...)
09.Out.17

Blade Runner 2049 (2017) - Crítica

Francisco Quintas
     Obrigado Dennis Villeneuve! Obrigado Ridley Scott! Decerto que a minha geração desprezará este filme por não estar a par da sua origem. É algo triste que as verdadeiras obras-primas da Sétima Arte estejam cada vez mais longes das novas gerações. Já não se fazem filmes assim. Mas quem foi o vosso público mesmo? Acho que sabemos a resposta.      Passaram-se 30 anos desde os acontecimentos ocorrentes em 2019. Uma nova geração de Blade Runners procura achar respostas (...)
03.Mai.17

Billy Lynn's Long Halftime Walk (Billy Lynn: A Longa Caminhada, 2016) - Crítica

Francisco Quintas
     É curioso que um filme do Ang Lee não estreie em Portugal. Ainda por mais quando falamos de um realizador tão elogiado e apreciado em todo o mundo. Mas há uma explicação. O filme chegou ao videoclube em Portugal e foi um absoluto flop no seu país (tanto financeiro como falando das críticas). O realizador tinha 40 milhões de dólares e decidiu gravar com uma tecnologia que permitia 120 frames por segundo, algo que existe apenas em 2 cinemas na América. No seu primeiro (...)
05.Abr.17

Life (Vida Inteligente, 2017) - Crítica

Francisco Quintas
     A sinopse oficial do novo filme de Daniel Espinosa, Life, não chama muito à atenção. Trata-se de apenas mais um filme regular sobre invasão/sobrevivência espacial. Depois de pegar muita inspiração de filmes clássicos como Alien, Life até ignora alguns clichês, mas a maior parte deles estam presentes.      Tecnicamente, Life é muito bom, no início abre com um plano sequência elaboradíssimo que, mesmo sendo CGI, me chamou à atenção e manteve-me a ansiar por (...)